• Enfatizamos experiências interculturais...

    Estamos empenhados em criar uma narrativa musical sobre os povos que cruzaram o Atlântico de África para outros continentes e o encontro com os povos originários que deu origem a expressões culturais que reflectem tanto o horror como a esperança desta experiência. À medida que realizamos a nossa investigação musical, deparamo-nos com a questão de como abordar a vida cultural de comunidades que foram despossuídas e oprimidas durante muitos séculos. As formas de olhar e as narrativas precisam ser devolvidas, pois observamos com tristeza como as grandes gravadoras ainda estão no negócio de aproveitar e expropriar a herança cultural dos povos africanos e originários do mundo inteiro.

  • Gostaríamos de agradecer a Frantz Fanon, sempre uma fonte de inspiração.

    de Rumo à Revolução Africana

    “…Tendo julgado, condenado, abandonado as suas formas culturais, a sua
    linguagem, seus hábitos alimentares, seu comportamento sexual, sua maneira de sentar,
    de descansar, de rir, de se divertir, as